terça-feira, 11 de agosto de 2015

Nota Rebaixada e as Toxinas da Crise no Brasil (Por Thiago Muniz)

A Moody's rebaixou a classificação de risco do Brasil de Baa2 para Baa3.

O Brasil não perde o grau de investimento, nota que dá acesso a taxas de juros menores e investidores mais qualificados. 

Contudo, estamos sem gordura para queimar, a um degrau do clube dos 'maus pagadores'. Na nota, a agência de rating cita o fraco crescimento econômico, o aumento de gastos do governo e a falta de consenso político. 

Como fartamente alertado, a retaliação política é tóxica para a economia. Tóxico são governos corruptos. 

Estatais mal administradas dando prejuízo. 

Eventos que nos endividam em bilhões e que poucos proveitos trazem para a população, mas servem como fachada para o governo iludir o povo de como somos tão importante e progressista quanto os outros países (Pan, Copa e Olimpíadas). 

Obras superfaturadas para favorecer políticos, partidos e empresas aliadas ao poder. 

Salários e vantagens muito acima do valor de mercado da maioria dos empregados públicos sem contrapartida de serviços. 

Excesso de Ministérios e Secretarias todos com régios salários e políticos que mesmo sem roubar já nos custam muito mais do que qualquer outro de países que estão bem financeiramente. 

Tudo isso é que vai intoxicando a economia e desmoralizando o país.

Mas o pior é que a presidente é incapaz de lidar até com crises!

Tenho certeza que ela está envolvida até o pescoço, pois do contrário teria que pensar que é muito burra e comprou o diploma de economista. 

Mas, ainda assim ela só deveria sair depois de ter sido cumprido todos os rituais legais. Sou contra o golpe, mesmo sendo contra ela. Mas cabe a ela ter humildade, ser mais diplomática e administrar a crise ao invés de entrar no jogo do nós os patriotas x os outros. 

Ela teria que ser mais arguta e achar uma forma de comunicar-se melhor explicando-se não só a nós brasileiros, como para a imprensa internacional que errou ao confiar em certas pessoas e que está em busca de soluções para sair deste impasse, dando novos rumos ao seu governo e detalhar como seria isso nos próximos anos. 

E não nos deixar ao léu, reunindo-se em conchavos de gabinetes. Isolando jornalistas e sempre se consultando com o maquiavélico Lula, como se não fosse ela a presidente e sim uma mera testa de ferro.

Tóxica é essa corrupção que está matando gerações.eu agora, do jeito que está, desejo que este país pague pelas más consequências do mau voto, da falta de comprometimento do povo, de tudo. Pior do que está, para onde se está caminhando, que seja.

Chega de quererem salvar pescoços, partidos, pessoas corruptas, essas negociatas vergonhosas...nem TV vejo mais, não aguento.

As pressões dos mercados deixam o governo atônito; as pressões da oposição de direita e do PMDB deixam o governo com medo. Dessa vez, querem encampar uma agenda elaborada por Renan Calheiros, denominada “Agenda Brasil”, com pautas absolutamente reacionárias. Ora, se tudo é cedido e entregue, o golpe já foi dado. Ou, pior, aceitem de uma vez por todas que não há nada de progressista nesse governo.

Se esse país não assumir que a corrupção é um mal que leva à morte e mudar a conduta..me desculpa..merecemos enterrar esse país.

Pobre país, sem presente e matando o futuro!


BIO

Thiago Muniz tem 33 anos, colunista dos blog "O Contemporâneo", do site Panorama Tricolor e do blog Eliane de Lacerda. Apaixonado por literatura e amante de Biografias. Caso queiram entrar em contato com ele, basta mandarem um e-mail para:thwrestler@gmail.com. Siga o perfil no Twitter em @thwrestler.



Nenhum comentário:

Postar um comentário