sexta-feira, 3 de julho de 2015

Racistas Não Passarão (Por Thiago Muniz)


Se você é racista tenho pena de você, quão nojento, mesquinho e sem moral você é, uma cor não define caráter, não define status, não define coração, no fim das contas viemos do pó e pra lá voltaremos, o que te faz ser melhor do que nos "negros" seu carro? Sua pele? Rosto perfeito fazendo propaganda na TV, vendendo seu "produto branco "como o certo do padrão" de beleza" pobre homem que grita nas rua sua lei do "seja assim, seja aquilo".

Nos negros não merecemos dó, audiência por "pessoas" sem minimo de ética quem quer ser respeitado não procura aplausos, não procura agradar os padrões da moda , negro que e negro não se envergonha ou se rebaixa por preconceito,não precisa ficar se defendendo o ibope não faz ninguém homem nessa jornada .

Apenas sentimos vergonha desse nosso "irmãos" . Não sera hoje que vai mudar ,nem amanhã ,preconceito existe, agora aos meus irmãos de cor.

Raça pra lutar não esta na pele.
E aquela "cor" interna que ninguém vê pois ele e tão rica de cor que pobres homens como esses não consegue abrir os olhos a visão fica ofuscada pela ignorância. Lamentável.

Sou pós graduado, procuro empregar meus conhecimentos na valoração do ser humano, mostrando que é possível sim um convívio estável e respeitoso "Ninguém é obrigado a amar e gostar, mas respeito, deve ser mútuo e obrigatório"

Diante disto, não me assusta o preconceito "Explícito" declarado e manifesto, sendo menos covarde, ficando exposto.

Agora o preconceito "Implícito/Velado" é a forma mais covarde de cercear os direitos e apunhalar pelas costas, pois essas pessoas agem na escuridão, andam meramente as sombras"...

Tiram chances de trabalho, deixam de facultar o óbvio e, com aquele mesmo sorriso hipócrita prosseguem na sua caminhada víl e putreda diariamente.

Não acredito em melhora.

"Dificilmente há cura de um sentimento tão ruim que vem da alma".

O problema do racismo é a hipocrisia. Todos tem algum tipo de preconceito que aflora apenas ao toque no teclado pensando ficar impune.

Infelizmente o racismo faz-se presente em nossa realidade. Disseminar o ódio contra negros, homossexuais entre outras minorias tem sido uma prática comum, não só na internet, como também nas relações do cotidiano. Proporcionar educação a sociedade é uma solução a longo prazo, entretanto, se faz a alternativa mais viável, é inadmissível que ainda aceitemos hoje esse tipo de postura sem tomar nenhuma iniciativa válida.

Ridículo existir racismo no mundo, ainda mais no Brasil cuja toda a população possui miscigenação de todas as etnias existentes, é um absurdo, deve ser punido, não podemos aceitar isso. Isso não nos abala nem um pouco, esses alienados que usam um meio tão importante de comunicação como a internet pra fazer isso são dignos de pena , ela vai continuar sendo uma pessoa com princípios e muito talentosa, porque ninguem chega ate onde ela chegou sem talento e muita dedicação! NÓS homens de bem , não importa se preto , branco , azul , vermelho ou amarelo vivemos à margem dessa sociedade hipócrita, racista, preconceituosa e muitas vezes machista. Nós somos mais que isso!

Creio que a melhor forma de se combater o racismo seja o desprezo. Não entra na minha cabeça, em pleno século XXI, alguém discriminar alguém por ser negro, índio, pardo, pobre, nordestino... o que for. Ao meu ver, o racista é alguém desprezível com síndrome de superioridade para chamar atenção. Sei que calar-se de fato não é a melhor solução mas tratá-los com desprezo talvez os faça enxergar o quão desprezíveis eles são.

Cuidado: é uma forma de hipocrisia velada notar nos outros os defeitos que carrega em si mesmo; como também é uma forma de racismo bem comum no Brasil chamar pastores de charlatões; pessoas do candomblé de "macumbeiros"; gritar para pessoas que cometem infrações no trânsito chamando elas de "paraíbas" ou "baianos"; ou falar que TODO político é bandido; que todo estudante da USP é "maconheiro"; que todas as pessoas que seguem o Islã são extremistas; ou que todo crente deve se "fuder"; e coisas parecidas com estas. Todo o alicerce de qualquer racismo é a ideia de que alguém é melhor do que o outro por conta de fatores biológicos, sociais, culturais, ideológicos, religiosos, ou políticos.



BIO

Thiago Muniz tem 33 anos, colunista dos blog "O Contemporâneo", do site Panorama Tricolor e do blog Eliane de Lacerda. Apaixonado por literatura e amante de Biografias. Caso queiram entrar em contato com ele, basta mandarem um e-mail para:thwrestler@gmail.com. Siga o perfil no Twitter em @thwrestler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário