quinta-feira, 9 de abril de 2015

Ed Motta renegando a sua origem

"Não falo em português no show", diz Ed Motta sobre tour.


"Ô povo feio o brasileiro", diz Ed Motta em seu Facebook.

A síndrome de vira-lata é realmente algo interessante. O cidadão é negro, nascido num país historicamente explorado, se da bem na vida e o que faz? Renega suas origens, claro! Afinal, nós somos inferiores para essa turma aí.

A nova agora vem de um velho conhecido. Ed Motta (ou Ed Otta ‪#‎desenhando‬: trocadilho maroto para chamar o cara de idiota) irá realizar show pela Europa. Até aí, NICE (sim, sabemos falar inglês). Mas o melhor foi dizer que é muito importante frisar que não cantará músicas em português e não fala em nenhum minuto sua língua nativa, por isso prefere que somente brasileiros "cultos" que falem fluente o inglês, estejam presentes em seus show.

E completou: "o negócio é que vai uma turma mais simplória que nunca me acompanhou no Brasil, público de sertanejo, axé, pagode, que vem beber cerveja barata com camiseta apertada tipo jogador de futebol, com aquele relógio branco, e começa gritar nome de time".

Tá de brincation to nóis, broder?

"Em Curitiba lugar civilizado graças a Deus. O Sul do Brasil como é bom, tem dignidade isso aqui". A frase, dita pelo cantor Ed Motta em seu Facebook, foi apenas o início de uma série de críticas ao resto do Brasil, que, na opinião do músico, é repleto de um "povo feio". "Sim porque ooo povo feio o brasileiro rsrs (sic). Em Avião dá vontade chorar rsrsrs (sic). Mas chega no Sul ou SP gente bonita compondo o ambiance rsrsrsrs (sic)", declarou.

Em outro post em seu perfil, as críticas de Motta foram dirigidas às "mulheres feias". "Mulher feia tem que cantar igual Sarah Vaughn (cantora de jazz), se não eu não tenho tempo hahaha!", disse. O comentário foi feito num vídeo da cantora paulista Tulipa Ruiz. Depois, vieram críticas à vocalista do Kid Abelha, Paula Toller. "Se não, é Paula Toller nas cabeças rsrs. Linda, burra e sem talento".

Respondendo a um internauta que afirmou que Motta não era "um arquétipo de beleza" para fazer tais comentários, o cantor respondeu que estava "num plano superior". "Eu tenho pena de ignorantes como vc... Brasileiros...", escreveu. "A cultura que eu vivo é a CULTURA superior. Melhor que a maioria ya know?"

As declarações do cantor foram reveladas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira. "Os ratos da Folha querem publicar meus comentários que fiz aqui muitos deles em tom de brincadeira", justificou-se. "Eu e minha advogada estamos bastante interessados no que esses idiotas da Folha pretendem fazer".

Minutos depois, Motta foi menos enfático. "Depois das loucuras eu não tenho como consertar, só posso lamentar e ficar com uma vergonha gigante. Mas tudo bem assumo meu erro. Na verdade estou mais chateado comigo do que com a Folha... Triste", escreveu.

Antes da polêmica surgir, no entanto, sua explicação para as declarações havia sido outra: "Não pode chegar bebum e entrar no FB rrsss. Sai um monte de merda que eu realmente penso mas deixo escondidinho hahahaha!"









Nenhum comentário:

Postar um comentário