segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Mudanças? Pra que mudanças?

Expectativa X Realidade

























O povo quer mudar o governo, mas não quer mudar as próprias atitudes. "Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação. Que país é esse?"

Conheço vários que está usando o governo de muleta pra ficar reclamando, mas na hora de jogar lixo na rua, é normal, receber troco errado e não devolver, é normal, xingar, agredir no trânsito, pega nada.... Burlar a tv, a água, e a luz, é justo.

Isso tem que começar por nós primeiramente, afinal o Brasileiro quer levar vantagem em tudo e depois falam mal dos políticos, sendo isso sendo uma coisa cultural! Levar vantagem em filas, no trânsito e mais em um monte de coisa aí! Nada muda se VOCÊ não mudar!

É o que falo, brasileiro adora exigir seus direitos mas esquece dos deveres, muito fácil assim. Quem quer mudança nas ruas, tem que mudar primeiro em casa!!!

O povo não vive mais de esperança e sim de milagre, quando alguém decide mudar é tachado de vagabundo anarquista. Este é o nosso pais, onde você só pode ver, ouvir e calar.

Tudo é manipulado e o povo é burro! O que adiantou nas manifestacões de 2013? O povo burro preferiu acreditar na manipulação da midia. Toda vez diziam na TV: "os vândalos isso, os vândalos aquilo! Aí o povo prefere acreditar em mídia manipulada do que tirar a bunda do sofá pra lutar pelo pais. Aí vem a época de futebol depois BBB, o pais adormece. Para o país mudar o povo tem que parar de brigar menos por futebol e brigar mais pelo pais!

Infelizmente a grande maioria das pessoas querem mudanças mas não mudam suas atitudes. Enquanto essas mesmas pessoas não se conscientizar que elas que são as mudanças que " tanto desejam " no Mundo nada jamais acontecerá.

Mudanças são difíceis, principalmente para quem está condicionado ao modo como vive. Uma mudança só é real quando parte daquele que muda espontaneamente. Eis ai uma questão a ser pensada; Porque tudo é de dentro pra fora.

Mudar dá muito trabalho; Até porque o jeitinho brasileiro não está só no Congresso! Tem espertinho pra todo lado, todo mundo querendo se dar bem! Tem a rodo hoje em dia: Camufla o Imposto de Renda, dá "Migué" na TV a cabo e fala de honestidade, trai a esposa/marido, copia trabalho da internet, compra TCC e fala de ética. Conta mentirinha pra parecer o tal e fala de transparência, joga lixo no chão, dá fechada em todos no trânsito, nunca ajudou ao filho nos deveres de casa e reclama da educação do país. O cheiro de merda que todos estamos sentindo não vem só do planalto central.

O lema deve ser " Não tou comprando briga partidaria e sim lutando por cidadania em nosso país". Povo é sem noção. Culpa de todo esse descompasso politico em que estamos vivendo e culpa de um povo sem cultura e sem noção de seus direitos e valores.

O mundo já está bom de acabar, porque a burrice do brasileiro não tem fim, é só ler os comentários de quem defende o PT. Não tem mais jeito, não tem mais conserto, as pessoas que se dizem "entendidas" são da boa parte as mais burras, sem visão e sem noção de todas. Confesso que sou totalmente incrédulo em relação a uma melhora na mentalidade dos brasileiros. Povo burro (boa parte). Ninguém quer estudar a situação REAL do Brasil e Entender de onde realmente vem o erro, só querem discutir partidarismo, não vão à frente nunca. Nem se manifestar sabem!

Ao longo de 12 anos surpreendentes R$ 1 trilhão foram desviados de cofres e empresas públicas. Mas o esforço de alguns em justificar o injustificável me surpreende ainda mais. Admitir o erro é menos vergonhoso do que tentar fugir da culpa com argumentos falaciosos.

"Quem faz acordo com o Diabo uma hora acorda no inferno"

O PT ao longo dos 12 anos que esteve no poder poderia ter feito diferente do que sempre criticou, mas escolheu fazer igual e com o avanço da tecnologia e da informação, o pior ainda ficou mais exposto para a população.
As alianças pela Governabilidade, o Mensalão, a criação de Ministérios para abrigar "aliados", tratar sua cúpula bandida como Heróis, enquanto bons políticos da legenda ficavam relegados a segundo plano,escândalos na Petrobras e equívocos na economia, só não tiraram as eleições de Dilma neste último pleito porque os oponentes eram FRACOS, muito Fracos.

Na época dos primeiros protestos em 2013, quando uma parte da militância do Partido se voltou contra a Classe média, eu me lembro bem de avisar que aquele movimento era perigoso. Que rechaçar a Classe média não era correto, pois apesar da grande despolitização dessa parcela da população, do desinteresse por temas políticos e econômicos, a Classe Média sempre foi o fiel da balança nas horas de crise e foi ela quem mais sofreu nestes últimos anos.

Enquanto para as Classes C, D e E o acesso ao consumo foi permitido, milhares de pessoas saíram da linha da pobreza e muitos outros avanços sociais beneficiaram os mais pobres - virtude do Governo Petista - Os mais Ricos estavam até felizes com o grande consumo e com a política de Juros e outras manobras econômicas, ou seja… então quem vem pagando o pato?

A Classe média.
 
Nesse momento a pressão vem crescendo justamente através da classe média, que adotada pelos conservadores e com um perfil construído através de opiniões ditadas pela grande mídia, vai começando a entrar em ebulição e se sentindo cada vez mais oprimida e mais pressionada a dar uma resposta ao Governo que tanto os negligenciou.

Com a vitória de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados, o grupo que antes estava apenas fazendo um zunido de moscas, agora começa a ganhar o corpo de um Maribondo. Vale lembrar que Eduardo Cunha é do partido "Aliado" do Governo - o PMDB.

A corda vai tomando o pescoço do Governo Petista: Renan Calheiros no Senado trabalha como Fiador de Dilma, mas se o barco começar a afundar não ficará ninguém para ajudar a tirar a água de dentro e então o preço por fazer a mesma via dos que sempre criticou poderá ser pago com um valor bem alto.

Se Dilma e sua equipe não começarem a trabalhar para colocar o Brasil nos trilhos as infiltrações começarão a tomar conta das paredes do Planalto e tem muita água pra rolar…

Te Cuida presidenta, a batata está assando…O Preço de fazer acordos com o Capeta é caro.

O que o povo precisa não é de reforma política, mas uma reforma moral, uma mudança de postura. As ferramentas de um Estado democrático nós temos, só não usamos. Temos mesmo que ir para as ruas para reivindicar tudo: moralidade, investimentos nos locais certos, combate a corrupção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário