terça-feira, 2 de dezembro de 2014

COCA COLA LANÇA SEU MAIS NOVO PRODUTO: LEITE

Fome no mundo? Falta de água? Já era.

A Coca Cola acaba de descobrir uma bebida excepcional, algo fruto de décadas de pesquisa e que irá revolucionar o planeta tal como o conhecemos.

Não é a primeira vez que a empresa de Atlanta pasma o mundo com avanços que parecem saídos dum livro de ficção científica. Há alguns anos atrás a Coca Cola tinha inventado outra bebida revolucionária: a água, vendida com o nome comercial de Dasani.

Teria sido um sucesso não tivesse sido pela obtusidade dos clientes que não entenderam as vantagens de comprar a mesma água que saía das torneiras. Porque Dasani era sim água de torneira, não de fonte natural, mas era da Coca Cola, que enriquecia o líquido com preciosos sais minerais e, como mais valia, um pouco de bromato, potencialmente cancerígeno (mas só potencialmente!).

Dasani desapareceu mas a Coca Cola não desistiu da tentativa de criar um mundo melhor.
E chegamos aos dias de hoje, com a nova descoberta.

O nome da bebida? Leite.

Ok, em teoria já existe o leite mas tentamos ser sérios: é possível beber algo que sai duma vaca? Onde fica a higiene? O leite da Coca Cola é diferente.

Para já o nome não é "leite" que, admitimos, é um bocado banal: é Fairlife, que podemos traduzir com "Vida justa". E nós precisamos duma vida justa.

Depois o custo: cada embalagem será vendida ao dobro do preço do leite normal. E sabemos que, como reza o ditado, "o barato sai caro", pelo que vale a pena investir.

Mas o que diferencia Fairlife do leite comum é a composição. Cada embalagem tem 50% mais de proteínas, 30% menos de açúcar quando comparada ao leite normal e nem tem lactose. O que é fantásticos. Não é claro por qual razão uma pessoa saudável deveria precisar dum leite com mais proteínas, menos açúcar e sem lactose, mas isso importa até um certo ponto.

O que conta é quanto escrito nas páginas internet de Fairlife: o leite é filtrado e dividido em 5 componentes (água, gorduras, proteínas e minerais, lactose), depois a Coca Cola recombina tudo e enfia o "novo leite" na garrafa. Exactamente o que faz Mãe Natureza, só um pouco mais técnico. É por esta razão que a versão Fairlife 2% tem isso mesmo: 2% de puro leite. Mais natural é impossível.

Doutro lado a saúde dos consumidores sempre foi o centro das atenções nesta nova aventura da Coca Cola. Como afirma o vice-presidente Sandy Douglas:

Se fizermos as coisas direitas o dinheiro virá em baldes.

E esta é uma garantia.

Esperemos que a coisa funcione porque a Coca Cola precisa de dinheiro.

A maior empresa de bebidas do mundo está em crise: só em 2013, as suas vendas caíram 2% em relação ao ano anterior. Um declínio que já dura há nove anos e 2014 não está melhor olhando para os resultados parciais. A empresa encerrou o terceiro trimestre com um lucro líquido que caiu 14%, passando de 2,11 biliões de Dólares para 11,98 biliões. Uma autêntica miséria.

É uma tendência que vem de longe e abrange todo o campo dos refrigerantes, que está a passar por um período difícil: o problema são mais uma vez os clientes que, apesar de engolir quantidades industriais de latas, continuam a engordar. Então os nutricionistas proíbem os refrigerantes. Dá para acreditar?

Única nota negativa: o produto será lançado no mercado em Dezembro mas apenas nos Estados Unidos. Nós teremos que esperar mais um pouco. Entretanto, podemos aproveitar para começar a abandonar o nojento leite de vaca com um processo de desintoxicação e preparar almas e corpos para o novo leite.



Nenhum comentário:

Postar um comentário